Loading...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Trecho do livro revela... CRIME, SEXO e LOUCURA


Vanessa era filha de pais ricos e não tinha necessidade de fazer o que mais gostava, Roubar. Isso ela fazia por puro prazer. A adrenalina liberada naqueles momentos era muito boa para ela. E ao final das ações nas quais ela se envolvia sempre fazia sexo com algum dos participantes.....
... Em um dos assaltos nos quais se envolveu, ela ficou tão excitada que quis fazer sexo no momento do roubo com um dos assaltantes. O roubo foi a uma pequena fábrica de perfumes. De posse de documentos falsos ela simulou ser candidata a uma vaga de secretária para ter acesso ao interior da empresa onde rapidamente dominou o guarda da recepção e liberou a entrada do resto do grupo. Após ter prendido todos os funcionários no vestiário e recolhido todo o valor do pagamento do dia seguinte que estava no cofre. Ela dirigiu-se a um de seus companheiros e disse:
— Meu! Eu quero meu pagamento agora.
— Do que ce ta falando? Agente nem contou a grana ainda. — Argumentou o assaltante estranhando o comportamento da mulher que olhava impetuosamente.
— Não é de dinheiro que eu to falando. — Disse ela.
— E do que ce ta falando então?
— Eu quero dar pra você aqui e agora.
— Você ta maluca? Agente ta roubando uma empresa. Daqui a pouco isso aqui vai ta cheio de polícia. Agente não tem tempo pra essas coisas.
— Haaa... Mais eu quero. — Disse ela arrastando-o por um dos braços. — Só um pouquinho. Vai ser rapidinho. Por favor.
— Num dá pra ser em outro lugar, em outra oura?
— Não! Tem que ser aqui e agora. — Disse ela levantando o vestido e debrussando-se sobre uma das mesas do escritório em que estavam.
O pobre rapaz ficou sem saber o que fazer diante daquela situação e disse em voz baixa para si próprio.
— Caralho eu não sou maluco, mas também não sou de ferro. Eu vou comer essa vagabunda agora. Quero que se foda.
Aquelas palavras pareceram excitar ai mais a mulher debruçada sobre a mesa que aguardava anciosa o jovem baixar o zíper da calça e avançar sobre ela.
As pessoas detidas no banheiro ficaram curiosas com o barulho e tentavam imaginar o que estava acontecendo lá fora, enquanto outros dois marginais procuravam objetos de valor em outras dependências da empresa...
... Alguns instantes depois um terceiro assaltante entrou no local onde o casal se deliciava e ao ver o que estava acontecendo falou alto acompanhando de uma longa gargalhada.
— Mas o que ta acontecendo aqui? Vocês tão ficando maluco?
Ao ouvir aquilo o jovem tentou se recompor erguendo o zíper da calça enquanto Vanessa, ainda debruçada sobre a mesa de escritório, aproveitava os últimos momentos de prazer que aquela tranza havia lhe proporcionado.
Ao ouvir o som das sirenes da polícia se aproximando o pequeno grupo apossou-se do Monza estacionado na frente da empresa e ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário